Anúncio

Poucos filmes trabalham lições tão simples e óbvias para vida, mas em momentos atuais se faz necessário. Um Herói consegue mostrar o quão importante devemos ser nós mesmos sempre e seguir em frente diante as complicações independente qual for elas, ou pelo menos foi o que o filme tentou passar, a confusão foi tamanha que você esquece do filme no meio por culpa do roteiro.

Alguma coisa deve ter acontecido com o roteiro enquanto era produzido o filme, muitas viradas sem sentido e momentos tensos tirados do nada, conflitos na trama que nós entendemos, mas confunde o filme inteiro. Apesar de saber e interpretar o que está sendo desenvolvido, o decorrer do filme parece muito maçante, como se quisesse terminar logo, isso que não estamos falando aqui de uma trama corrida, e sim de algo mais aguado em desenvolvimento, muito do filme parece picotado no roteiro, como se alguma produção executiva tivesse metido a mão demais ou algo semelhante. Sinto que poderia ser um filme mais longo e tomar cuidado com essas viradas de trama e momentos tensos, me pareceu muito sem sal.

Contudo um drama interessante sobre a vida de um detento e o desespero para salvar a própria honra, uma lição aprendida a duras penas pois a mentira não é pior no momento, mas na bola de neve que será lá na frente, o filme trabalha da glória ao inferno de Rahim (Amir Jadidi), aquilo que brilha para sua família também espirra, das coisas boas a ruins todos ao seu redor sofrem com sua mentira e o final não poderia ser melhor, apesar de sofrer com um desenvolvimento conturbado, a obra ensina a lição e mostra o que acontece quando se inventa demais uma historinha “boba”.

O cinema iraniano está cada vez mais se moldando para novos públicos. Muitas vezes essas obras era algo mais cult e denso onde só cinéfilo assistiria, apesar de O Herói ainda ter essa essência de filme cult, eu senti que ele quer se soltar dessas amarras, sabe que é um rótulo infelizmente muito mal visto para público mais jovem, e como dito antes, é uma lição simples e que sempre está em nosso cotidiano, então não vejo dificuldades ou desculpas de assisitir esse filme, a não ser a falta de interesse. Eu acho isso importantíssimo para filmes cult, moldar seus roteiros, trazer algo mais fácil de ser digerido, se a cultura pop faz isso a anos, os filmes cults também pode caminhar da mesma maneira, sem diminuir os filmes densos e complexos, acho que o nicho permanecerá consumindo esses filmes, e novo formato que vai surgindo essas obras vão se moldando e se colocando nos cartazes dos cinemas com mais frequência e maior número que antigamente.

Um Herói tropeça em desenvolvimento mas ensina uma grande lição. Mais um filme que prova que o cult pode ser mais interessante e fácil de entender, mesmo que aqui pareceu um tanto monótono e fraco, ainda sim sua mensagem foi passada e cumpriu seu papel, mas fica aqui a torcida por filmes cult mais simples para pessoas que não querem pensar tanto – é possível e esse filme provou isso.

Anúncio