Qin Wenjun Yin Jianling
Imagem Divulgação
Anúncio

Grandes nomes da literatura infantil do Brasil e da China como Mauricio  de Sousa, Gabriel Chalita, Ilan Bremann e as escritoras chinesas Qin Wenjun, autora de mais de 80 livros, entre eles “Eu Sou Hua Mulan”, e Yin Jianling, autora de “The Visible Sounds” participam, no dia 06 de julho,  a partir das 9h (horário de Brasília) e 20h (horário de Beijing), do encontro “Infância sem fronteiras: Diálogo Virtual da Literatura Infantil Sino-Brasileira”.

Com tradução simultânea em português e mandarim e mediado por José Nalin, Presidente da Academia Paulista de Letras, o encontro promoverá  a aprendizagem mútua entre civilizações, intercâmbios literários e cultural Sino-Brasileiros, como a Literatura infantil estabelece uma ponte para o entendimento entre os jovens, além da apresentação de trechos da obra de Maurício de Sousa e leitura de trechos do livro “Eu Sou Hua Mulan”.

Promovido pelo Consulado da China em São Paulo, Associação dos Escritores de Xangai, Academia Paulista de Letras e Instituto Confúcio na UNESP, o evento  será aberto ao público e poderá ser visto na plataforma do zoom e no Youtube do Instituto Confúcio na UNESP.

“Infância sem fronteiras: Diálogo Virtual da Literatura Infantil Sino-Brasileira

Data: 06 de julho (a partir das 9h no horário de Brasília e 20h no horário de Beijing).

Ondehttps://web.facebook.com/instconfucio

Gratuito

Anúncio

Qin Wenjun

Seu romance “Jia Li in Junior High” é um dos mais importantes romances juvenis da China. O livro herda o estilo de humor espirituoso de Mark Twain e demonstra os talentos artísticos de Qin, além de sua filosofia: escrever sobre os jovens e para os jovens.

Desde 1982, Qin Wenjun publicou mais de 70 livros, entre eles “Eu Sou Hua Mulan”.  Ela forneceu relatos vívidos do desenvolvimento mental dos jovens e como eles prosperam em ambientes complexos e tempos de adversidade. Qin está entre os escritores mais homenageados da China, tendo conquistado mais de 70 prêmios em literatura infantil. Suas obras foram adaptadas em séries de televisão e filmes por mais de 10 vezes. Dedicada a promover o intercâmbio na literatura juvenil, Qin foi convidada a proferir palestras em universidades, institutos, bibliotecas e feiras internacionais do livro em mais de 30 países.

Sua série de romances com as gêmeas Jia Li e Jia Mei, bem como seus amigos na escola, foi impressa em mais de 30 edições e traduzida para vários idiomas — inglês, holandês, japonês e coreano, para citar alguns.

Yin Jianling 

Nascida em Xangai (1971) e criada na região de Nanquim, publicou seus primeiros trabalhos aos 18 anos.  Formou-se em Direito pela East China Normal University e obteve o mestrado em Literatura Chinesa pela Shanghai Normal University. Hoje integra o comitê da Associação de Escritores da China, a diretoria da Associação de Escritores de Xangai e o Comitê de Literatura Infantil, além de ser editora sênior da Xinmin Evening News.

Seu repertório de obras publicadas inclui romances como “Paper Woman”, “Yemangpo” , “The Sweetheart Xiaomi”, coletâneas de crônicas como “Love: Grandma and me”, além de uma coleção de literatura infantil em 15 volumes.

Ganhou o 10º Prêmio Nacional de Excelência em Literatura Infantil, o primeiro Prêmio Internacional de Literatura Infantil Chen Bochui e o China Good Book 2015, entre outras premiações literárias. Em 2013 e 2014 foi indicada para o Prêmio Memorial Astrid Lindgren, na Suécia. Tem obras traduzidas para mais de uma dezena de idiomas.

Anúncio