Anúncio

Há 25 anos estreou em Cannes uma das obras mais importantes do cinema asiático: Happy Together, dirigido por Wong Kar-Wai. Ao longo dos anos o filme foi se tornando a principal referência em que muitos dramas de temática queer criaram as suas bases, entre eles o BL tailandês I Told Sunset About You.

Da temática intrínseca sobre um amor desprovido de certezas, até a produção rica em detalhes, ambos os projetos imprimem em seus seguintes cenários o poder da paixão como um elemento capaz de causar dor e dependência emocional ao mesmo tempo.

Do ponto de vista narrativo, Happy Together e I Told Sunset About You partem juntos da construção de dois personagens que, apesar de se amarem, precisam enfrentar uma série de acontecimentos que sempre acabam atrapalhando a união entre eles. Nesses dois casos, a distância da China torna-se o maior catalisador das diversas brigas e intrigas que os envolvem a todo instante.

Em Happy Together, quando a vida de Po-Wing (Leslie Cheung) e Yiu-Fai (Tony Leung) começa a perder o sentido na Argentina, o desejo de voltar para a terra natal, a China, vira a principal motivação e o fator que desencadeia uma sucessão de eventos pelos quais definem os rumos dos protagonistas durante todo filme. Já em I Told Sunset About You, o plano inicial de Teh (Billkin) e Oh-aew (PP Krit) era estudar mandarim, passar na universidade e depois irem para a China trabalhar na profissão de ator, um sonho que eles compartilham desde criança, o que acaba por virar fruto de inveja e rivalidade. Esse motivo não impede desenvolvimento assertivo do roteiro quanto ao destino dos personagens, que, outra vez, resulta na China como propósito final. Assim, estabelecendo a partir disso uma simetria que fica cada vez mais intensa e visível conforme o passar do tempo.

No outro eixo de análise, podemos mencionar o trabalho minucioso e extremamente necessário da fotografia, elemento fundamental nas duas produções, capaz de representar as emoções e as situações pela qual os personagens se encontram.

O balanço da cor variando por tons saturados de amarelo em Happy Together, acaba firmando a estética unicamente desenvolvida pelo diretor Wong Kar-Wai. Influência absoluta e agente direto de toda técnica usada em I Told Sunset About You.

Anúncio

Assim, os paralelos traçados a partir dessas produções acabam fazendo muito sentido, principalmente em relação a este aspecto relacionado a fotografia, que parte do mesmo princípio considerando a teoria das cores. Do amarelo, que simboliza traição e desespero, ao verde, que demonstra melancolia e solidão, são as opções mais bem utilizadas. Junto dessas, o tom avermelhado também se mostra essencial no desenvolvimento cinematográfico das duas películas, representando a raiva, a paixão e o desejo acompanhado de uma agressividade voraz.

Ao assistir o filme de 1997 e em seguida o BL de 2020, as semelhanças também se mostram na excelente construção de ângulos e em outras pequenas referências, como gestos ou até mesmo falas. Não é difícil encontrar por aí fãs comentando sobre as evidências que provam a ligação entre as duas obras. Obviamente, além das suposições, é impossível descartar a ascendência do longa na série, pois existe uma conexão quase inalienável diante destes trabalhos. Isso transparece até mesmo em outras criações, como o aclamadíssimo drama Your Name Engraved Herein, projeto que denota a essência estilística de Happy Together, seja através da já citada cinematografia, ou até mesmo, o relacionamento entre os protagonistas.

Com o tempo, novos títulos vão surgindo e demonstrando apego ao que Wong Kar-Wai apresentou para o mundo nos anos 90. Recentemente, o novo destaque vindo da Tailândia, o BL KinnPorsche, também demonstra partir do mesmo princípio que I Told Sunset About You sobre o uso das cores, não atoa que Maneerat Srinakarin, é a responsável pela fotografia de ambos os BLs.

Por fim, talvez a principal característica que une Happy Together e I Told Sunset About You, é o impacto causado por ambas as produções. Em dado sentido, podemos observar nelas um tom vanguardista e estritamente único sobre histórias contadas de forma exemplar e com expressões verdadeiramente revolucionárias.

Anúncio